Início Sem Categoria PROJETO: REEDUCAÇÃO ALIMENTAR

PROJETO: REEDUCAÇÃO ALIMENTAR

8
0
COMPARTILHAR
PROJETO: REEDUCAÇÃO ALIMENTAR
PROJETO: REEDUCAÇÃO ALIMENTAR
Olá amigos e amigas do SOESCOLA. Hoje trago para vocês este PROJETO sobre REEDUCAÇÃO ALIMENTAR voltado para crianças do Maternal 1º e 2° período. Este projeto foi enviado para nós por E-mail e os créditos estão no final da postagem. 
APRESENTAÇÃO:
Partindo do pressuposto de que a escola é um espaço propício para promover a saúde, a formação de valores e hábitos saudáveis (e entre eles o da alimentação), o projeto Reeducação Alimentar surge como um artifício a contribuir para conscientização de nossos alunos nas escolhas que envolvem sua alimentação.  Coletivamente, as crianças sentem-se motivadas a degustarem alimentos variados e saudáveis. Dessa maneira, o projeto fomentará a criação de bons hábitos de alimentação pelas crianças. Espera-se que, a fim de conferir amplitude ao projeto, as famílias espontaneamente participem do projeto ajudando com os “Para Casas” e enviando frutas nas datas estabelecidas pela professora. O projeto terá a duração de seis meses e todas as atividades em sala de aula serão voltadas para reeducação alimentar.

JUSTIFICATIVA
Ao observar a alimentação dos alunos durante seis meses, verifiquei  o excessivo consumo de comida industrializada de modo geral (salgadinhos, bolachas recheadas, etc.) e a ausência de frutas em suas lancheiras. Além de tal dieta constituir uma fonte pouco saudável de nutrientes, acredito que também contribuiu para a criação de uma resistência a frutas oferecidas pela escola. Cabe à escola reverter esse quadro por meio da introdução de novas variedades alimentares na própria alimentação oferecida aos alunos no horário do lanche.
O Projeto de Reeducação Alimentar se faz tão necessário considerando o elevado número de casos e doenças diretamente ligados aos maus hábitos de alimentação e higiene. Essa mudança de hábitos, incentivando o consumo de alimentos saudáveis e práticas higiênicas, contribuirá para o crescimento e boa saúde, missões de toda boa escola.
                                                                    
OBJETIVO GERAL:
Promover uma reeducação alimentar com o consumo de alimentos saudáveis, manter hábitos de higiene e a consciência de sua contribuição para a promoção da saúde de uma forma atraente, lúdica e educativa.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
* Ampliar o vocabulário;
* Promover o consumo de frutas, legumes e verduras;
* Prover atividades que valorizem e aproximem as crianças dos alimentos com menor aceitação;
* Investigar a importância nutritiva dos alimentos e despertar o apreço por eles;
* Conhecer e identificar os diferentes tipos de alimentos;
* Entrar em contato com textos de gêneros distintos (lista de frutas/receitas);
* Observar as cores e sentir tanto os sabores quanto a textura dos alimentos;
* Conscientizar os alunos, por meio da informação do cardápio diário, da importância da boa alimentação sem desperdícios;
* Conhecer a necessidade da higienização dos alimentos e das mãos.
PÚLBLICO ALVO: 
Educação Infantil: Maternal 1º e 2° período 
ÁREAS: 
* Matemática, artes, linguagem oral e escrita, natureza e sociedade.
LINGUAGEM ORAL E ESCRITA: 
* Conversa em roda sobre a importância da ingestão de frutas, legumes, verduras e alimentos lácteos para a saúde, sobre a necessidade de higienizarmos os alimentos, sobre a existência de alimentos prejudiciais a saúde quando ingerido em excesso, etc.
* Fazer um levantamento dos conhecimentos prévios que a criança possui sobre o alimento (ex.: Banana – o que sabemos/ o que queremos saber/o que aprendemos);
* Contos;
* Poemas;
* Histórias;
* Adivinhas;
* Parlendas;
* Músicas;
* Letras iniciais.
 
MATEMÁTICA: 
* Gráficos;
* Quantidades;
* Contagem;
* Seriação:
* Classificação e agrupamento.
NATUREZA E SOCIEDADE: 
* Experiências;
* Observação da transformação dos alimentos em outros;
* Meio ambiente (produção dos alimentos);
* Nosso corpo (higiene nossa e dos alimentos);
* Importância dos nutrientes para o nosso organismo.
ARTES: 
* Artes com material reciclável;
* Confecção de fantoches dos alimentos;
* Produção de desenhos com interferência e sem interferência;
* Disponibilização de frutas, legumes e verduras para manipulação livre; 
* Trabalho com massa de modelar;
* Confecção de painéis.
CULINÁRIA: 
* Produção de pratos. Ex: Salada de frutas e sucos;
* Criação de receitas saudáveis.
TRABALHO COM OS PAIS: 
* Incentivo à participação com o objetivo de estimular o envio, por parte dos pais, de frutas e legumes;
* Pesquisas enviadas para a casa;
* Envio de receitas saudáveis para a construção do livro de receitas.
PRODUTO FINAL: 
* Cada criança levará para a casa um livro de receitas;
* Encenação de uma peça teatral sobre o tema.
* Uma produção de texto coletiva escrita pelo educando para o portfólio.
* Um livro para o portfólio
A AVALIAÇÃO 
Será efetuada durante todo o decorrer do projeto por meio de observação e registros feitos pelas professoras, pelas conversas e questionamentos na hora da rodinha de conversa.
ANEXOS/DICAS DE ATIVIDADES:
Atividades a serem realizadas no decorrer do desenvolvimento do projeto:
– Roda da conversa, inicialmente com a apresentação dos alunos.
Questionar o que os alunos comeram no café da manhã e no almoço.
Na hora do lanche, observar com os alunos o que está sendo servido. Listar o que foi consumido na sala de aula.
– Retomar os produtos consumidos no dia anterior e pedir que os alunos copiem as palavras correspondentes aos nomes de tais alimentos escritas no quadro pela professora. Posteriormente,  fazer a leitura coletiva.
 – Organizar, em parceria com os alunos, uma pesquisa com os pais no que diz respeito ao cardápio do dia seguinte (e isso inclui artigos como balas, doces, refrigerantes, sucos, etc.)
 – Comparar as pesquisas e quantificar os iguais.
Numa roda da conversa, mostrar para os alunos a importância de se alimentar com produtos naturais ; frutas, legumes e sucos.
 – Usando ainda a pesquisa, separar o saudável do não saudável. Os alunos farão o registro da relação.
 – “Dia do pão com manteiga”.
Lançar as perguntas ao grupo: De onde vem a manteiga ?
Onde é feito o pão ?
Procurar em jornais e revistas as letras que formam a palavra PADARIA e colar em espaços pré determinados.
– Elaborar um jogo da memória com frutas que serão xerocadas e pintadas pelos alunos.
Recortar e colar em cartolina.
– Deixar que os alunos manuseiem o jogo, trabalhando assim a forma das frutas, a cor, tamanho e seus nomes.
– Identificação a primeira letra de nomes próprios ( alunos) com as frutas. Registrar.
– Direcionar aos alunos questões que envolvam cálculos, como:  “tenho dois alunos que querem comer maça, mas só tenho uma maça. O que devo fazer ?”
– Separar as frutas de acordo com o sabor, frutas com caroço, grande, pequena.
 – Trazer para o grupo os legumes.
De posse dos legumes, comentar a origem dos alimentos, os benefícios que trazem para nossa saúde ( froça, crescimento, energia,…)
– Recortar e colar num mural alimentos encontrados na feira livre. Classificá-los em frutas, legumes e verduras.
– Criar em sala de aula, com o auxílio dos alunos, um “ Cantinho da receita”, a fim de fáceis executar as de menor complexidade.
– Transcrever receitas : salada de frutas, sucos naturais, vitaminas de frutas.
– “Fazendo histórias”
Fazer e colorir rostinhos de alimentos com papel e palitos de sorvete: maçã, feijão, cebola, cenoura,…
Com os personagens criados, elaborar coletivamente uma história.
Com a história criada, fazer a dramatização com os personagens.
– Perguntar na roda da conversa se o grupo sabe como nasce o feijão. A partir dos resultados, propor e realizar uma experiência que possibilite visualizar e registrar as etapas do crescimento do feijão ( trabalhar: português e matemática com as anotações dos procedimentos).
– Atividade “ Salada de letras”.
Atividade que estimula a identificação e realocação correta de letras em posições erradas para as palavras correspondentes ao desenho dado pela educadora.
 – Atividade “ Dividindo minha merenda “
Criar situações culminem no desenvolvimento da noção de divisão matemática e compartilhamento entre os alunos.
– De posse de figuras geométricas previamente desenhadas, pedir aos alunos que colem, por exemplo, um feijão dentro do círculo um, dez grãos de arroz dentro do triângulo, entre outros.
– Por agrupamento, ligar as frutas ao numeral correspondente.
– Dar início ao fechamento do projeto com um dia de brincadeiras: dança da maçã e mordida na fruta pendurada.
– Exposição dos trabalhos desenvolvidos com a presença dos alunos, a fim de explicar os painéis.
Créditos: PROFESSORA “Regina Esméria de Morais”
image_pdfimage_print