Início Sem Categoria O QUE É UMA BRINQUEDOTECA?

O QUE É UMA BRINQUEDOTECA?

13
0
COMPARTILHAR

Vocês sabem o que é Brinquedoteca? Para que serve uma Brinquedoteca? O que a Brinquedoteca tem? Sabiam que a Brinquedoteca: é uma boa idéia?

Brinquedoteca – Foto créditos: plaenge.com.br
O mundo da brinquedoteca proporciona à criança compreensão de muitas coisas através do brincar, entre elas a compreensão de si, dos outros, dos adultos e do mundo.
Nós adultos exigimos muito de nossas crianças, esquecemos que são apenas crianças e precisam agir como tal. Se nós nos permitíssemos observar alguns instantes o brincar das crianças, notaríamos que o…

“brinquedo é tão importante para criança como o trabalho é para o adulto”.

Poderíamos verificar também que através do brincar resgatamos o sorriso, a simplicidade, o amor a emoção, a fantasia, a alegria, o respeito e a interação entre as pessoas de forma livre e espontânea. Acreditamos que todas as pessoas precisam de um lugar especial para brincar e tem o direito de se desenvolver e de resgatar o lúdico e a sua própria infância.
Veja também:
A brinquedoteca é um espaço preparado para estimular a criança a brincar, possibilitando o acesso a uma grande variedade de brinquedos, dentro de um ambiente apropriado e especialmente lúdico. É um lugar onde tudo convida a explorar, a sentir, a experimentar e a fantasiar.
Através dos jogos, das brincadeiras e brinquedos a criança satisfaz suas necessidades e aprende a se comunicar, libera suas emoções (desejos e sentimentos), desenvolve sua criatividade, adquire conhecimentos, desenvolve sua auto-estima e se socializa
Para que serve uma Brinquedoteca?

Acima de tudo, para fazer as crianças felizes, este é o objetivo mais importante. Além disso, são também objetivos:
  • Proporcionar um espaço onde a criança possa brincar sossegada, sem cobranças e sem sentir que está atrapalhando alguém ou perdendo tempo;
  • Estimular o desenvolvimento de uma vida interior rica e a capacidade de concentrar a atenção;
  • Favorecer o equilíbrio emocional;
  • Desenvolver a inteligência, a criatividade e a sociabilidade;
  • Proporcionar acesso a um número maior de brinquedos, de experiências e descobertas;
  • Incentivar a valorização do brinquedo e da brincadeira como recursos para o desenvolvimento intelectual, social e emocional;
  • Dar oportunidade para que a criança aprenda a jogar e a participar;
  • Enriquecer o relacionamento entre as crianças e suas famílias.
O que a Brinquedoteca tem?

“Tem Magia, tem encanto, tem beleza e alegria”
As crianças na brinquedoteca têm várias opções de diversão como brinquedos diversos, jogos, fantasias, livros, revistinhas, sucatas, bonecos, fantoches e muito mais.
A brinquedoteca é um espaço que oferece diferentes possibilidades lúdicas. 

Objetivo da Brinquedoteca do IEFES

O objetivo principal da brinquedoteca de pesquisa e lazer é uma maior e melhor utilização dos espaços existentes na IEFES-UFC, e especialmente, a uma ampliação nos serviços oferecidos à comunidade, às escolas e principalmente às crianças. Desta forma, a criação de um espaço estruturado para o brincar possibilita às crianças que moram próximo a IEFES – UFC mais uma opção de atendimento e, para a comunidade acadêmica (docentes, discentes e servidores), mais um suporte para pesquisa, estágio e trabalho, só que desta vez voltado ao lazer e o lúdico.
Brinquedoteca é uma boa ideia?

A criança hoje está frente a uma sociedade multicultural geradora de contradições e conflitos, frente a uma sociedade industrial informatizada e eletrônica, onde o mundo do brinquedo se torna cada vez mais sofisticado e caro, enfim uma sociedade individualista, emergencial e materialista, orientada pela competência. Criar novos espaços lúdicos para que a criança brinque, em uma época em que a urbanização crescente coloca o ser humano em um universo espacial pequeno e restrito, é um grande desafio para TODOS! Esta problemática torna-se mais grave para as crianças, jovens e adultos que têm dificuldade de encontrar espaços, meios, profissionais, companheiros com iguais interesses para cumprir seus objetivos lúdicos. Como resposta a esta realidade, vem se desenvolvendo em distintos países do mundo, espaços para brincar de enriquecimento educativo, terapêutico e de lazer chamado: BRINQUEDOTECA.
Nesta concepção, a brinquedoteca convida as crianças a ocupar um espaço de brincar mais do que resumir-se à administração de jogos e brinquedos como objetivo, parece muito mais construtiva com relação à criança que está crescendo e mais criativa também para aqueles adultos que se engajam na animação das brinquedotecas como brinquedistas.

Brinquedoteca Escolar: espaço lúdico para brincar

O QUE É UMA BRINQUEDOTECA?
O QUE É UMA BRINQUEDOTECA?

Conforme mencionado na matéria acima, quanto   maior a vivência de mundo e experiência da criança, maior será seu enriquecimento pessoal e desenvolvimento geral. FALANDO SÉRIO…VAMOS BRINCAR?
Por isso as atividades lúdicas são muito importantes, porque são fundamentais para o processo de aprendizagem e um dos ambientes que permitem que elas aconteçam é na escola. A escola é um elemento essencial, para a construção da formação e aprendizagem da criança. Segundo Jean Piaget, “a atividade lúdica é o berço obrigatório das atividades intelectuais da criança, sendo por isso, indispensáveis a pratica educativa.”
Uma maneira mais significativa da escola conseguir que essas atividades lúdicas aconteçam é através da formação de uma brinquedoteca.    Esse espaço é especialmente formado pelas escolas para proporcionar a seus alunos o favorecimento da brincadeira de forma livre, espontânea e prazerosa, possibilitando através de diferentes estímulos de aprendizagem, o desenvolvimento físico, emocional, intelectual e social da criança, tornando-se um importante instrumento pedagógico, indispensável e complementar aos estudos escolares.
A brinquedoteca busca assegurar o desenvolvimento integral da criança e são inúmeros os benefícios que propícia somente citando alguns:
– construção do pensamento, pois o brinquedo permite a criança criar seu mundo imaginário;
– experiências para aprender a dividir as coisas, a cooperar a ter raciocínio lógico, utilizando jogos diversos;
–  vivência do mundo adulto , através da brincadeira do “faz de conta”, no qual, a criança brinca demonstrando a visão de mundo que têm, desenvolvendo a atenção, socialização, despertando a curiosidade e a capacidade de resolver problemas, de uma forma prazerosa e divertida
– capacidade de concentração, criação e organização;
– acesso a sentimentos afetivos como a auto-estima por exemplo;
– expressar-se livremente.
Segundo Nylse Helena Silva Cunha,  “A brinquedoteca não existe para distrair as crianças, ela reporta-se a formação do ser humano integral e aos vários períodos que ela  atravessa”. E ainda proposta da mesma: “alimentar a vida interior das crianças (“); dar-lhes oportunidades para que brincando, liberem sua capacidade de criar e de reinventar o mundo, de liberar sua afetividade e de ter suas fantasias aceitas e favorecidas para que, através do mundo mágico do “faz de conta”, possam explorar seus próprios limites e partir para a aventura que poderá levá-los ao encontro de si mesmas. “
Para que essas atividades lúdicas e vivência de mundo aconteçam é necessário que a brinquedoteca inclua  e possibilite o contato com  brinquedos voltados a diversos setores, como:

– setor de teatro, com fantoches e teatro de fantoches, explorando a linguagem oral;
– setor de fantasias, deixando expostas diversas fantasias, bolsas, chapéus, entre outros;
– setor de jogos educativos, englobando jogos de montar e jogos de tabuleiro, desenvolvendo raciocínio, atenção, cooperação;
– setor de leitura, este setor,  pede aconchego, por isso alem de livros infantis, revistas, precisa de tapetes, almofadas e mobiliário adequado como um sofá infantil, um centro de leitura, para relaxarem enquanto lêem;
– setor de faz de conta-  com brinquedos que permitem a reprodução do mundo adulto, como casinhas de boneca, cozinhas, bancadas de ferramentas, carrinhos, bonecas, navios, aviões, entre outros;
– setor de criatividade. Nesse setor não pode faltar mesa e cadeira infantil e materiais como lápis, giz de cera, tinta, papel;
– setor de mercadinho – com produtos de mercado, carrinho de compras, frutinhas, legumes, para estimular o trabalho com operações matemáticas.
– setor das brincadeiras tradicionais, tão esquecida nos dias de hoje, como amarelinha, pula corda, batata quente, cabo de guerra, pula elástico, etc.
Enfim, dentro de todos esses setores, a criança poderá frequentar de forma livre e organizada o que mais lhe faz sentido naquele momento.
Importante também, ressaltar, que nestas atividades, a criança deverá ser monitorada sempre por um professor, para que ele possa acompanhar os desafios das mesmas e sua desenvoltura, tomando o cuidado de registrar suas observações focadas na: socialização, iniciativa, linguagem, capacidade motora e habilidades de cada criança. Esta atitude poderá orientá-lo na organização e oferecimento das atividades futuras baseadas nas necessidades de cada criança.
Além de todos esses benefícios citados acima, a escola que oferece uma brinquedoteca a seus alunos, estará proporcionando e acrescentando um diferencial na qualidade de ensino que, sem dúvida, refletirá na melhoria do seu desempenho escolar.
A primeira brinquedoteca brasileira surgiu em 1981, na “Escola Indianópolis” – São Paulo com o propósito voltado ao ato de brincar e desde então, elas  vem aumentando e crescendo, tanto em escolas, creches, como em hospitais.
image_pdfimage_print